Montañita – Montanita ao Pé da Letra

Compartilhe e Comente

Uma cidade mágica para nós. Moramos e vivimos lindas experiências e foi lá que tivemos o BOOM de aprendizagem e o clímax da nossa trip, até o momento. Muita coisa mudou dali para frente.

Uma das praias mais visitadas no Equador. No estado de Santa Elena, a cidade conta com atrativos próprios, além de estar próximo a Puerto Lopéz, de onde saem a excursões para a ilha La Plata e Ilha Salango e, um pouquinho mais para frente, está a praia dos Frailes.

Enfim, um ótimo destino para quem quer curtir uma noitada, ter ondas para surfar e fazer alguns passeios. Um estilo hippie com diferentes tipos de artesanatos, muita comida típica do Equador e de outros países da América do Sul, banhados com altas ondas e muitos turistas na região.

Quando ir para Montañita – Montanita ao Pé da Letra

icon_mala

Quem quer curtição, o melhor é fim de semana, mas quem quer descanso, o melhor é segunda, terça e quarta-feira. A temporada alta de Montañita é de dezembro a abril – o que e temporada de inverno no Equador. Já de junho a novembro o clima de verão é mais instável.

O que fazer em Montañita – Montanita ao Pé da Letra

icon_placas

Na cidade
Montañita conta com uma vida noturna bem agitada e com diversas opções de bares e restaurantes. Há muito que desfrutar da cidade de dia, mas a cidade ganha destaque em suas noites.

Selecionamos algumas atividades para fazer na cidade

- Altas ondas para quem curti surfar

- Caminhada pelo morro (extrema direita da praia).

- Conhecer o povoado de Manglaralto

- Curtir uma noitada

O que fazer próximo a Montañita

- Ir até a Olon, próxima praia, sentido norte

- Ir até Puerto Lopéz para fazer o passeio até a “Isla de la Plata”e “Isla Salango”.

- Conhecer a praia dos Frailes, que fica na reserva nacional do Parque Machadilla.

Onde comer em Montañita – Montanita ao Pé da Letra

icon_comida

As opções do que comer em Montañita são enormes. Desde comida típica equatoriana, até as comidas feitas por viajantes, que mostram os diferentes estilos de gastronomia ao vender seus produtos na praia e, de noite, no centro.

Onde dormimos em Montañita – Montanita ao Pé da Letra

icon_pin_map

Nós tivemos a linda experiência de dormir / viver no Hostel Jovita. Mas, antes mesmo de seguirmos viagem, a onda do hostel mudou, portanto, não recomendaríamos o local, já que não sabemos quem está a cargo do hostel.

Mas, vale comentar duas coisas, há hosteis localizados bem no cento, mas, para que curte um descanso, é melhor se afastar um pouquinho mais. Os hosteis beira-mar já são melhores opções.

Como chegar em Montañita – Montanita ao Pé da Letra

icon_onibus

De ônibus
Foi como escolhemos viajar. Uma viagem de, aproximadamente, 9 horas, noturna e tranquila.

De Máncora existem várias opções de empresas, horários e preços para chegar até Guayaquil e diferentes preços. Nós pagamos $50,00/U$18,50.

E de Guayaquil a Montañita encontramos apenas uma empresa que faz o trajeto direto por US$6,00. Há, também, a possibilidade de pegar um ônibus até a rodoviária de Santa Helena e de lá pegar outro ônibus para Montañita. Essa última opção, inclusive, sai uns centavos de dólar mais barata e com mais frequência.

De carro
Uma viagem tranquila, sem muitas montanhas, mas com muitas curvas, portanto viajar de dia é sempre uma boa opção. A viagem dura um tempo médio de 8 horas.

De carona
Pode ser uma boa opção, mas como sempre pensamos, para cruzar uma fronteira de carona é sempre necessário mais cuidado e mais paciência. Fora, que viajar de dia é sempre a melhor opção.

Em Máncora, a estrada é a própria avenida principal da cidade, então é se colocar na saída e levantar o dedo.

Chegando a Guayaquil pode estar o maior problema. É uma cidade muito grande, a maior do Equador, e pegar carona em cidade grande é complicado. Mas de aí já se podem encontrar soluções mais econômicas.

De avião
Voos diretos não existem. O aeroporto mais próximo a Máncora está a 3 horas, na cidade de Piura. E o aeroporto mais próximo de Montañita é o de Guayaquil, também, a 3 horas de viagem. Se não quiser ir por terra o trajeto é esse, mas de repente, para essa opção da viagem a melhor coisa é viajar por terra mesmo!

Pedras no caminho em Montañita – Montanita ao Pé da Letra

icon_bussola

A cidade não é perigosa, mas como a noitada na cidade é o auge do Equador, vale uma atenção especial com os “borrachos” (bêbados) da região.

Importante: o mar prega peças. Seja atento com o mar. Ele tem uma forte correnteza. Às vezes, não é possível notar rapidamente e quando percebe, pode ser tarde. Na dúvida, lembre-se do ditado: água no umbigo, sinal de perigo.

Informações ao viajante para Montañita – Montanita ao Pé da Letra

icon_passaporte

Para mais informações, nos escreva contato@4pies.com.br
http://www.montanita.com/


Gostou?! Receba nossos passos