Tayrona ao Pé da Letra

Compartilhe e Comente

Há 34Km de Santa Marta, está o Parque Nacional Tayrona. Um lugar imperdível da Colômbia. Uma combinação de fauna e flora maravilhosas. São macaquinhos, jacarés, uma infinidade de bosques secos e cheios de vida. Algumas praias da reserva estão aptas para banho. Tem que estar atento, pois as que não estão, realmente, são perigosas! El Pueblido, a cidade dos índios

Tayronas. Possível de visitar e com muita história viva por ali.
Em 1969, foi declarado parque natural. Com extensão de 12.000 hectares terrestres e 3.000 marinhos.

Quando ir para Tayrona ao Pé da Letra

icon_mala

Nós fomos em abril e foi uma ótima escolha. Calor, mas ainda não estava em épocas de chuva. O verão é época de chuva e o passeio pode ser um pouco prejudicado (maio a junho é época de chuva). Outro período em que a água não deixa trégua é de setembro a novembro.

O que fazer em Tayrona ao Pé da Letra

icon_placas

Para conhecer o parque é possível ir em várias partes com diferentes tipos de atrativos. O mais comum é ir a Arrecifes e Cabo San Juan.

- Arrecifes
Como chegar lá, veja em nossa estadia no Tayrona. Clique aqui.
Em Arrecifes é possível tirar várias fotos, pelo lago que tem jacarés por ali. Mas, não é apta para banho.

- Arrenilla
Uma praia bem charmosinha para tirar uma foto, mas tem pouca areia para ficar por lá

- La Piscina
Está no caminho de Arrecifes a Cabo San Juan. Uma praia estreita e comprida, linda, linda!

- Cabo San Juan
É possível entrar no mar, além de ser possível subir em um mirante, ir a praia ao lado e passar um belo tempo por ali.

- El Pueblito
Povoado dos índios Tayronas. Hoje não se encontram muitas famílias vivendo por lá, mas é possível ver 1 ou mais.

- Playa Cristal
Para ir até lá, é necessário ir a Neguanje e tomar uma lancha para Playa Cristal. Os tours são vários, dura das 9hs às 17hs e vale COP$60 / U$30. O valor incluí o tranporte até Neguanje, barco até Playa Cristal e entrada no Parque Nacional Tayrona. Existem lanchas que vão de Taganga (praia a 15 minutos de Santa Marta) direto até lá. Mas, dizem que além de ser um pouco desconfortável o passeio, oficialmente, o parque Tayrona não reconhece esses tours, pois eles entram de forma ilegal à reserva, ou seja, sem pagar a entrada. Como não souberam nos informar como sabemos quais são as empresas de lanchas confiáveis, preferimos não recomendar aqui.

-Bahia la Concha
Essa praia, requer uma entrada de apenas COP$5.000 / U$2,5, pois está logo no início do parque. O tour vale COP$30.000 / U$15, já com o transporte e entrada.

Estrangeiros: COP$38.000/U$19,00
Nacionais: COP$14.500/U$7,50
Estudantes: COP$7.500/3,50
* Menores de 5 anos e maiores de 65 anos de idade, a entrada é liberada!
* A capacidade do local é de 1.800 pessoas

Onde comer em Tayrona ao Pé da Letra

icon_comida

Os restaurantes dentro do parque são bem carinhos, comparado com as demais praias. Portanto, para aqueles que querem economizar, vale levar sua comida. Mas, atenção! Não deixe lixo por lá!

Onde dormimos em Tayrona ao Pé da Letra

icon_pin_map

Para dormir, existem os campings habilitados. Na praia de Arrecifes sai mais barato, pois a praia não está apropriada para banho. Mas, está a 15 minutos de La Piscina e uns 30 minutos de Cabo San Juan. Para quem ficará menos tempo e/ou quer economizar, recomendamos os campings de Arrecifes. Abaixo, seguem algumas opções:

- Finca Dom Pedro – está há 20 minutos da praia de Arrecifes, mas tem um valor mais econômico. São COP$8.000 / U$4 por pessoa, já com a barraca, por exemplo.

- Bermudes e Bukaru – Os valores são iguais. COP$10.000 / U$5, por pessoa, por barraca; COP$20.000 / U$10 por pessoa sem barraca / COP$12.00- / U$6 a rede.

- Jacobo – Esse camping, foi o mais econômico que vimos. Está na parte de atrás do Bermudes. Custa COP$5.000 / U$2,5 por pessoa com a barraca, mas ele é um pouco mais feinho e mais afastado. A vantagem é que conta com cozinha. Está logo no início da praia de Arrecifes, ou seja, mais longe de Cabo San Juan.

- Camping Cabo San Juan – O único da praia. É mais caro por sua localização, mas conta com uma ótima infraestrutura.
COP$15.000 / U$7,5 por pessoa já com a barraca, COP$25.000 / U$12,5, por pessoa, sem a barraca; COP$15.000 por pessoa para dormir na rede.

*Não vale se arriscar e montar sua barraca em qualquer canto, pois se te encontram, te tiram do parque e, o que seria um lindo passeio, pode-se tornar algo desagradável.

Como chegar em Tayrona ao Pé da Letra

icon_onibus

De ônibus
A única via de acesso, oficial pelo parque, é terrestre. As entradas são por: Neguanje,
Calabazo e Cañaveral (mais comum).

Nossa opção! Mais econômica. Saímos de Santa Marta, Carrerra 11 com Calle 10 (mercado central), e pegamos um ônibus pelo valor de COP$6.000,00/U$3,00 por pessoa.

Descemos na entrada do parque e, após fazer todos os procedimentos (escutar as recomendações, passar pela revista e pagar a entrada), pegamos a van de COP$2.000,00/U$1,00 por pessoa, e paramos no estacionamento de Cañaveral – entrada para a trilha até Arrecifes ou Cabo San Juan.

Em Tour
Bahia Concha – COP$30.000 / U$15 – transporte e entrada
Buritaca – COP$25.000 / U$12,5 – transporte
Playa Cristal – O tour dura das 9hs às 17hs e vale COP$60 / U$30. O valor incluí o tranporte até Neguanje, barco até Playa Cristal e entrada no Parque Nacional Tayrona.
*Os valores são para estrangeiros
Arrecifes / Cabo San Juan – COP$90.000 / U$45,00 – o transporte é terrestre, até o estacionamento de Cañaveral e, de lá, é necessário caminhar. Calculamos 2h30 para ir até Cabo San Juan, tirando algumas fotinhos.

Em barco, desde Taganga
Ouvimos falar que o valor da entrada do parque Tayrona, oficialmente, não está incluído. Deve-se confirmar com a empresa de transporte marítimo. Segundo o parque, é necessário ter cuidado com as empresas por alguns motivos: o barco é rápido demais e pode assustar os visitantes; deve-se levar as coisas de valor como documentos e equipamentos eletrônicos em bolsas impermeáveis, pois molha-se tudo; verificar com a empresa que te busque na praia, já que elas não tem estacionamento na praia para esperar; confirmar se a entrada esta incluída, de fato, já que os inspetores do parque podem te tirar do local ou te cobrar o valor da entrada que é bem carinha COP$38.000,00 /U$19,00 (adultos estrangeiros),

De carona
Como já dissemos, escutamos que carona na Colômbia é proibido. Não sabemos bem. Mas saindo de Salento, uma carona até Armenia parece bem possível. Já de ambas as cidades até Medellín não sabemos o quanto pode tardar ou se é seguro.

De avião
Ir até a cidade de Santa Marta e, de lá, pegar um ônibus ou um tour para o Parque Nacional Tayrona.

Pedras no caminho em Tayrona ao Pé da Letra

icon_bussola

A ida oficial para o parque é pela via terrestre. É possível ser feita por conta, ou por meio de tour. Caso sua escolha seja por barco, cuidado! Você deve estar atendo se, de fato, a entrada do parque está incluída. Se eles entregam uma pulseira de entrada. E é importante saber que as lanchas são rápida e podem ser bem desconfortáveis. Além de dar medo, podem molhar todas os pertences.

Informações ao viajante para Tayrona ao Pé da Letra

icon_passaporte

Valores
Estrangeiros: COP$38.000/U$19,00
Nacionais: COP$14.500/U$7,50
Estudantes: COP$7.500/U$3,50

* Menores de 5 anos e maiores de 65 anos de idade, a entrada é liberada!
* A capacidade do local é de 1.800 pessoas

PROÍBIDO OU NÃO RECOMENDÁVEL
- Levar álcool
- Levar instrumentos
- Levar muitas sacolas plásticas – compre garrafas de água e não sacolas de águas, como é de costume vender na Colômbia.

Mais informações


Gostou?! Receba nossos passos