Parque Nacional Tayrona

Compartilhe e Comente

Saímos de Santa Marta e fomos rumo ao Parque Nacional Tayrona. Pegamos o ônibus na Carrera 11 com Calle 10, no mercado central da cidade, com valor de COP$6.000,00/U$3,00 por pessoa e descemos na entrada do parque.

Ao chegar ao parque, recebemos instruções de que não era recomendável levar sacolas plásticas e instrumentos musicais. Não é recomendado, é o que eles dizem, mas é quase que proibido. Depende dos policiais e inspetores que tiverem por ali no dia. Agora, álcool é, de fato, proibido!

Enfim, depois de todas as instruções, pegamos a van que nos deixou no estacionamento de Cañaveral e começamos a trilha até Arrecifes e Cabo San Juan. Fomos preparados: barraca, bastante água, comida (já que é carinho por lá) e muita vontade de conhecer.

O Parque não é barato, então, enquanto ainda é tempo, vale a pena passar mais tempo por lá. Acampar ou dormir em redes por lá é uma boa ideia, mas também, existem as Ecohabs. Em breve não será mais permitido, segundo os funcionários de Tayrona, passar a noite. Existe um projeto para converter o lugar em uma reserva que só se permite visita guiada durante o dia.

Fizemos a trilha até Arrecifes! Na verdade que caminhamos bem tranquilos. Fomos tirando fotos e conversando com um grupo de amigos que fizemos no caminho. O percurso que dizem levar 50 minutos, fizemos em 2 horas. Rs =)

tayrona  IMG 6462 reduzida2 640x640 Parque Nacional Tayrona

Amigos que fizemos na trilha do Parque Nacional Tayrona

tayrona  IMG 6619 reduzida2 640x640 Parque Nacional Tayrona

Em cada canto, mais amor

Depois de muito andar, ver macacos, sementes e “hermosas” paisagens, chegamos a Arrecifes. Assim como muitas outras praias do parque, Arrecifes também não está apta a banho. Há registro de mais de 100 mortos que resolveram descumprir as orientações. Portanto, respeite!

Muitas pessoas preferem acampar em Cabo San Juan, pois está própria para entrar. Nós, que reservamos apenas 1 noite, preferimos montar acampamento em Arrecifes que é mais perto do estacionamento de Cañaveral. Deixamos nossas coisas no camping Bukaru, que fica no final da praia, mais próximo de “La Piscina” e trilhas para as demais praias. Depois, seguimos para Cabo San Juan, junto com parte do grupo.

tayrona  IMG 6623 reduzida2 640x640 Parque Nacional Tayrona

Camping Bukaru

tayrona  IMG 6628 reduzida2 640x640 Parque Nacional Tayrona

Camping Bukaru, na praia de Arrecifes

tayrona  IMG 6603 reduzida2 640x640 Parque Nacional Tayrona

Cabo San Juan

tayrona  IMG 6599 reduzida2 640x640 Parque Nacional Tayrona

Aquele abraço

tayrona  IMG 6595 reduzida2 640x640 Parque Nacional Tayrona

Curtindo a paisagem do local

tayrona  IMG 6541 reduzida2 640x640 Parque Nacional Tayrona

Marca registrada 4Pies no Parque Nacional Tayrona

tayrona  IMG 6546 reduzida2 640x640 Parque Nacional Tayrona

Ao lado do Cabo San Juann

Ah, uma coisa interessante! Tem uma espécie de jacaré, chamada “caimanes”. Por isso, do final da tarde e a noite, deve-se tomar cuidado na praia de Arrecifes. Tem um lago por ali em que é habitat dos animais.

Nossa estadia por lá, foi maravilhosa! Nadamos muito, tiramos lindas fotos, descansamos e, descobrimos que queríamos ter ficado mais tempo para conhecer o “El Pueblito”, região onde viviam os índios Tayronas. Na verdade, que hoje, ainda é possível de ver uma ou mais famílias vivendo por ali. A trilha dura 2horas e 30 minutos ida e, há uma caminho mais curto para voltar – 1hora e 30 minutos.

Não podemos reclamar. Nosso 1 dia e meio foi maravilhoso e inesquecível!

Para quem quiser saber como ir para outras praias e regiões de Tayrona, veja nosso post sobre o Passo a Passo até Tayrona.


Gostou?! Receba nossos passos