Passo a passo – de Mendoza (Argentina) para Santiago (Chile)

Compartilhe e Comente

Foram 5 lindos dias em Mendoza, melhor ainda, foram lindos 4 meses pela fantástica Argentina. Mas chegou o momento de dar o próximo passo, cruzamos a Cordilheira dos Andes em ônibus, passando pelo Aconcágua, pela estrada das muitas curvas, até a capital e grande metrópole, Santiago do Chile.

Na verdade, que esse trajeto vale muito a pena fazer por terra, pois as paisagens são impressionantes.

santiago  IMG 1605 reduzidas Passo a passo – de Mendoza (Argentina) para Santiago (Chile)

Aconcagua

Saímos bem cedinho do hostel em Mendoza e fomos para a rodoviária buscar o primeiro ônibus que cruzava para o Chile. Fizemos a pesquisa por lá um dia antes e soubemos que os primeiros eram as 8h30 e 9h00.

Pegamos o que, teoricamente, saia as 8h30 (saiu às 9h). Uma coisa incrível, as passagens de ônibus variavam de AR$216,00 a AR$276,00 já com imposto incluído. Esse imposto é cobrado somente de argentinos, e como entramos na Argentina com nosso documento argentino, fomos obrigados a pagar esse imposto, se não, a passagem seria AR$180,00.

Claro que pegamos o mais barato de AR$216,00. O ônibus (veículo) era coreano, todo compacto e moderninho. A viagem, também em teoria, tardaria 6h até a capital chilena, mas…bom, depois de desertos e pré-cordilheiras no lado argentino…

santiago  IMG 1581 reduzidas Passo a passo – de Mendoza (Argentina) para Santiago (Chile)

Estrada do lado Argentino

… Chegamos à fronteira com o Chile. Que polícia complicada e que povo (que estava no nosso ônibus) complicado também! Todos com muita mercadoria, mas, principalmente, com pacotes de cigarros. Nesse momento, várias pessoas perguntaram se poderiamos cruzar com algumas coisas e pacotes de cigarros para elas; Esquece! Com jeitinho, safamos de fazer esse “favor”. Vai saber o que tem dentro de sacolas e caixas de outras pessoas. Cuidado com isso em fronteiras, SEMPRE!

Bom, depois de carimbos, fizemos uma fila para o cachorro cheirarem as mochilas e demais bagagens. Aliás, claro que não podia ficar sem alguma história para contar. No momento em que o cachorro estava caminhando por uma das mesas, ele pulou para nossa plataforma, onde estavam as nossas mochilas, bem em frente ao Ivan. Mas o coitadinho, nesse momento, torceu a pata e soltou um mega grito! O policial e toda a gente olhou no mesmo segundo para a gente, até que se deu conta de que o bichinho tinha se machucado. Pô! Mas até explicar que focinho de porco não é tomada, né?! – Enfim, o tramite todo durou duas horas. Ai fomos liberados, subimos no ônibus e seguimos viagem.

Já do lado chileno, nos deparamos com outra paisagens impressionantes. Que visual! Em seguida da fronteira, para descer a cordilheira íngreme, descemos a Rodovia Paso los Libertadores, com suas quase 30 curvas, teleférico da estação de esqui passando por cima da estrada e uma pista de esqui que vai beirando um dos lados da ruta.

santiago  IMG 1625 reduzidas Passo a passo – de Mendoza (Argentina) para Santiago (Chile)

Paso los Libertadores

santiago  IMG 1638 reduzidas Passo a passo – de Mendoza (Argentina) para Santiago (Chile)

Quase 30 curvas na estrada de Mendoza para Chile

E, finalmente, 8 horas depois, estávamos na capital chilena – Santiago de Chile. Uma grande e linda cidade. Acompanhem nossos posts sobre nossa estadia por lá!

santiago  IMG 8927 reduzidas Passo a passo – de Mendoza (Argentina) para Santiago (Chile)

4Pies na Casa de la Moneda

PEDRAS NO CAMINHO

Para reforçar! Cuidado nas fronteiras terrestres entre os países! Infelizmente, há gente de todas as índoles cruzando esses lugares. Assim que, cuide muito bem de suas coisas e fique de olho em seus pertences e bagagem.
Cuidado ao aceitar coisas de pessoas estranhas e fazer favores por aí! Infelizmente, um favor desses pode comprometer a sua viagem, transformando um lindo passeio e uma péssima dor de cabeça!

COMO CHEGAR

- Em ônibus:
De Mendoza à Santiago é uma viagem tranquila e barata para fazer em ônibus e por terra. São muitas empresas que fazem o trajeto com saídas diárias. Basta ir à rodoviária de Mendoza e escolher a empresa que vocês preferir.
*Sempre procure investigar se a fronteira está aberta, pois (principalmente, no inverno) nevascas podem fechar a passagem.
AR$180,00 – AR$216,00

OU

- De avião:
Existem voos acessíveis e diretos de Mendoza à Santiago de Chile, mas vale lembrar que ir por terra é um lindo passeio.
Existem voos diretos e muitas saídas de São Paulo – Brasil à Santiago – Chile.

OU

- De carona:
É aquela história, uma fronteira internacional é bem difícil, ou arriscado, cruzar de carona. Vimos algumas pessoas que pegaram carona até a fronteira e de lá deram um jeito de subir um ônibus. Ou seja, tudo é possível quando você está disposto a passar e viver por tudo o que uma situação pode oferecer!
Mas cuidado nunca é demais?!


Gostou?! Receba nossos passos